Blog
Abr 21

Gestão financeira: 5 regras de ouro

O sucesso financeiro é uma realidade que toda a gente gostaria de experienciar. Contudo, isto exige que haja uma gestão financeira saudável que, por vezes, pode parecer difícil.  Mas porque o difícil não é impossível, apresentamos 5 regras de ouro a ter em conta no teu processo de gestão financeira.

  1. É fundamental ter um plano delineado quando falamos de gestão financeira. Isto implica que haja uma grande organização, tendo em conta objetivos, prazos, despesas, receitas, riscos e todos os fatores que tenham implicância direta na gestão financeira. É necessário fazer orçamentos, saber exatamente no que se vai investir e fazê-lo de forma inteligente, projetar gastos e receitas, calcular e controlar as dívidas, calcular riscos.
  2. Poupança. Gastar menos do que se ganha é uma regra de ouro para uma gestão financeira saudável. Isto porque, além dos riscos que podem ser calculados no planeamento, podem sempre surgir imprevistos. Nestes casos é importante ter algum dinheiro reservado como fundo de emergência que, a ser utilizado, não ponha em causa os restantes objetivos.
  3. Investir no que é realmente importante. Sabemos que hoje em dia há uma enorme facilidade e tendência para consumir de maneira a satisfazer uma necessidade momentânea. Em apenas alguns segundos e à distância de um clique podemos comprar aquilo que acreditamos fazer-nos falta. Mas será que faz mesmo? É importante fazer compras ponderadas e avaliar se aquele produto ou serviço é realmente necessário na nossa vida ou se apenas nos dará uma falsa sensação de realização durante um curto período de tempo.
  4. Pensar a longo prazo. Uma gestão financeira saudável não pode ter em conta apenas o momento atual, é preciso pensar a longo prazo. Ainda que se acredite ter muito tempo, preparar o futuro para evitar surpresas desagradáveis é uma regra a ter em consideração.
  5. Tal como em muitas outras coisas, também na gestão financeira menos é mais. Por exemplo, ter apenas uma conta bancária em vez de várias ou ter apenas um cartão bancário em vez de vários pode ajudar a manter tudo mais controlado, facilita o acesso a toda a informação e facilita toda a gestão financeira.