Blog
Jan 06

Conselhos para melhor preparares o período de exames que se avizinha

Estudar para exames

 

E aí vem ele, o maior pesadelo dos estudantes: a época de exames. O pior começo de ano possível, de tal modo que 2021 te parece amaldiçoado. Ainda que dependendo do calendário letivo de cada Faculdade, a época de exames é a condensação de quatro meses de aulas entre quinze a trinta dias. Exames, frequências, apresentações e trabalhos individuais, todos se parecem acumular numa bola de neve de ansiedade. Nesta altura, motivado pelo pontapé de saída de um “Novo Ano, Novas Oportunidades”, o desânimo inerente a esta altura tão importante na vida académica pode chegar rápido e de rompante.

Em janeiro, são muitos os estudantes que desaparecem para debaixo de uma pedra e ficam soterrados entre livros, resumos e marcadores sublinhadores. Para que consigas chegar ao final desta altura conturbada a nível mental e físico, sem pestanas queimadas e com unhas por roer, apresentamos-te alguns conselhos para estares bem preparado para o período assustador de exames que se avizinha.

  1. Lei da atração: Boas energias atraem boas energias, por isso, procura manter uma atitude positiva. A probabilidade de a positividade te levar ao sucesso é maior do que o negativismo.
  2. Não deixes tudo para a última: Uma noite intensa de estudo não é uma boa prática para a maioria dos estudantes. Se te começares a preparar com antecedência, estudando entre 60 a 90 minutos por dia na semana que antecede o exame e definindo sumários para cada sessão de estudo, com certeza terás os conteúdos muito melhor consolidados do que se estudares um tema durante 5 horas seguidas com molas nos olhos. Acredita em nós desta vez, o estudo de véspera vai direitinho pelo cano abaixo.
  3. DIY no estudo: O conceito de “Faz tu próprio” é também aplicável à vida académica. Prepara os teus próprios materiais de estudo, escreve os teus resumos da matéria, cria os teus métodos de mnemónicas, idealiza possíveis questões e responde-lhes. Dica bónus: organiza os materiais antes de começares o estudo, evitarás distrações ou viagens (sem retorno) às gavetas da tua secretária.
  4. Não ignores o material fornecido: Se os professores preenchem uma lista de bibliografia aplicada à cadeira que lecionam, é talvez porque essa é relevante para os temas lecionados. Claro que não tens de ler e tirar notas dos 50 livros que os professores sugerem, mas não te mataria leres um ou outro. Vai mais além e encontra maneiras de aplicar materiais e exemplos práticos aos conteúdos lecionados em aula.
  5. Cuida de ti: Quer estejas debaixo de uma pedra, ou na biblioteca da tua faculdade, não te esqueças de manter a tua saúde na posição ideal – o top 3 – da tua lista de prioridades. Alimenta-te saudavelmente, garante que tens boas e satisfatórias noites de sono. É nesses momentos de descanso que o processo de sintetizar a informação é finalizado, valoriza-os tanto quanto as loucas horas de estudo. E nunca te esqueças: bons hábitos são um bom sinónimo para pessoas bem-sucedidas!

Consulta também: