Blog
Mai 19

Reabertura das faculdades de forma gradual e individual

O Ministério da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior (MCTES) deu indicações às universidades e politécnicos para que comecem a preparar o regresso às aulas presenciais a partir deste mês. A retoma será gradual e deve começar pelas disciplinas práticas. A solução é semelhante à que está em cima da mesa para os estudantes do ensino secundário.

O MCTES defende que as instituições de ensino devem manter o estímulo ao teletrabalho e ao ensino à distância, combinando-os de forma gradual com as atividades presenciais. A prioridade deve ser dada às aulas práticas e laboratoriais, bem como às avaliações finais das disciplinas que tenham mesmo que ser feitas presencialmente e à conclusão dos estágios.O Governo define outras três áreas prioritárias para a retoma nas instituições de ensino superior:
• a reabertura dos centros de investigação;
• as atividades de ensino clínico da área da Saúde;
• os serviços de apoio aos estudantes como cantinas, bibliotecas e residências universitárias;

O regresso às aulas no ensino superior será definido individualmente por cada uma das instituições e articulado com as respetivas autoridades de saúde regionais. Às universidades e politécnicos cabe garantir condições para o cumprimento do distanciamento social entre alunos, professores e funcionários.

O MCTES dá também indicações às instituições de ensino superior para que assegurem a utilização por todos de equipamentos de proteção individual, designadamente “máscaras de uso geral”. A compra desses equipamentos, bem como dos materiais desinfetantes e de limpeza é responsabilidade de cada instituição de ensino.

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *